Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

GOVERNO APROVA NOVO PROGRAMA NACIONAL DE TURISMO DE NATUREZA

Mäyjo, 02.06.17

acores_SAPO

O Governo aprovou um novo Programa Nacional de Turismo de Natureza (PNTN) para substituir o de 1998, um documento que procura promover uma “maior disseminação” desta área turística em “estreita articulação com os objectivos da marca Natural.PT”.

 

De acordo com o Observador, que cita a resolução do Conselho de Ministros publicada hoje em Diário da República, o novo PNTN tem como objectivo principal a “promoção e afirmação dos valores e potencialidades” através de produtos e serviços “inovadores e sustentáveis”, quer a nível natural, quer a nível de desenvolvimento local e património cultural.

Criado em Agosto de 1998, o anterior PNTN tinha aplicação limitada às áreas protegidas, no âmbito do quadro comunitário de apoio 2000-2006 e do Sistema de Incentivos a Produtos Turísticos de Vocação Estratégica (SIVETUR).

Segundo a introdução do diploma, este plano “está parcialmente executado nas medidas que se propunha implementar e desatualizado”.

O novo diploma surgiu na sequência da evolução do enquadramento legal aplicável e do Sistema Nacional de Áreas Classificadas (SNAC), onde o “turismo deve ser sustentável a longo prazo”.

Para áreas do SNAC foi criada a marca Natural.PT, que passou a diferenciar “uma rede de produtos, serviços e destinos sustentáveis de excelência”.

O novo PNTN funciona na “dependência dos membros do Governo responsáveis pelas áreas do turismo e da conservação da natureza, em estreita articulação com os responsáveis pela área do património cultural”.

O acompanhamento e a monitorização de execução do PNTN são desenvolvidos por um grupo de trabalho, que deve apresentar um relatório anual até ao dia 15 de Fevereiro do ano seguinte.

Foto: São Miguel, Açores, por Anna / Creative Commons

Os céus do Alentejo

Mäyjo, 30.05.17

ceus_aFOTÓGRAFO PORTUGUÊS CAPTA OS CÉUS MENOS POLUÍDOS DO MUNDO 

Vinhas do Douro

Mäyjo, 30.03.17

dc9a3871-95bd-4120-acf3-c461abb8101e.jpg

 

Vale do Douro, Portugal

41°18′N 7°45′W

 

O Vale do Douro, no norte de Portugal, é reconhecido como o lar do vinho do Porto.

As colinas da região estão cobertas por campos de vinhas que se elevam abruptamente a partir do rio Douro (o homónimo do vale).

O Vinho do Porto, cultivado exclusivamente nesta região, é um doce, vinho tinto que é muitas vezes servido com sobremesa.

 

 

OITO QUILÓMETROS DE CICLOVIA SERÃO CONSTRUÍDOS EM 2017 JUNTO AO RIO ARDA, EM AROUCA

Mäyjo, 14.03.17

ciclovia

Dois milhões de euros serão investidos pelo município de Arouca na criação de uma ciclovia que irá ligar o centro histórico da vila a várias freguesias que ficam lado a lado com o rio Arda.

 

Com oito quilómetros de comprimento e 2,5 metros de largura, a nova ciclovia irá ligar Arouca, Santa Eulália, Urrô, Várzea, Rossas e Tropeço, numa infra-estrutura que permitirá a circulação simultânea de velocípedes e peões.

Financiado em cerca de 85% por fundos comunitários, este investimento do município de Arouca irá contemplar igualmente a limpeza das margens do rio Arda, bem como a reabilitação de regadios tradicionais, moinhos e azenhas de azeite.

Com início previsto para meados de 2017, e com a data de conclusão estimada no decorrer de 2018, José Artur Neves, presidente da autarquia de Arouca, acredita que a nova ciclovia, bem como o restante projecto, será “bem aceite pela população local, já que, além de valorizar as margens do rio, é um incentivo a hábitos de vida mais saudáveis”.

Também com o objetivo de incentivar hábitos de mobilidade alternativa desde tenra idade, a nova ciclovia passará à porta das escolas da localidade, que assim poderão crescer com hábitos mais conscientes no futuro, ao mesmo tempo que no presente se evita a presença de automóveis a emitir CO2 no centro da vila.

Foto: Christyam de Lima / via Creative Commons

 

PORTUGAL: ELÉTRICOS E HÍBRIDOS JÁ CORRESPONDEM A 1,9% DO PARQUE AUTOMÓVEL

Mäyjo, 10.03.17

Electric Car charging point

Com as vendas de carros a subir para valores que não se registavam desde 2010, o parque automóvel português, um dos mais velhos da Europa, vai rejuvenescer. Os híbridos e os eléctricos estão a ter cada vez mais procura.

 

Em 2014 Portugal era, de acordo com estatísticas recolhidas através das marcas e disponíveis para 18 países, o quarto país europeu com carros mais velhos em circulação. Segundo a ACAP – Associação Automóvel de Portugal, a antiguidade do parque automóvel voltou a subir em 2015, mas 2016 foi ano de viragem.

Só entre Janeiro e Outubro, de acordo com esta associação, foram vendidos 200 mil novos veículos ligeiros, um volume de vendas que não se verificava desde 2010. Esta inversão de tendência foi acompanhada com uma novidade: entre Janeiro e Setembro foram vendidos 3567 veículos verdes, o correspondente a 1,9% do mercado total, uma percentagem que nunca foi atingida antes.

Foto: via Creative Commons